01/12/2021 12:58:43
Take-Two Interactive entra com processo judicial para possuir a marca comercial 'It Takes Two'
Empresa também quer tomar posse completa dos nomes 'Rockstar' e 'Bully'


Josef Fares e seu carismático Hazelight Studios, por trás de obras muito bem-recebidas como A Way Out e o aclamado It Takes Two, agora vão ter que brigar num processo contra a editora/conglomerado Take-Two Interactive, que quer ser dona dessa marca.

Durante a época do lançamento de Grand Theft Auto: The Trilogy - The Definitive Edition, a empresa-mãe da Rockstar Games, Take-Two Interactive, emitiu uma série de retiradas com uso de DMCA. A maioria dos alvos do estúdio eram jogadores que haviam ajustado ou modificado os jogos que estavam em processo de remasterização.

Um grupo que fez a engenharia reversa de GTA 3 e Vice City ainda está lutando contra a Take-Two Interactive nos tribunal durante os dias de hoje, recentemente revelando que estão preparados para ganhar judicialmente dos proprietários da Rockstar e 2K.

Agora que GTA The Trilogy já foi solto no seu estado deplorável e a maioria dos projetos em andamento antes de seu lançamento foram retirados com sucesso, a Take-Two parece ter mudado seu olhar.

Conforme destacado por Ash R no Twitter, a Take-Two abriu recentemente uma grande onda de disputas de marcas registradas. Entre eles estão as reivindicações de propriedade das palavras Rockstar, Bully e, claro, Take-Two.

Se você examinar a extensa lista e chegar à página cinco, há uma afirmação um tanto confusa que a Take-Two está tentando fazer. A empresa exige ser dona de It Takes Two. Isso mesmo, o jogo cooperativo criado pela Hazelight Studios e publicado pela Electronic Ats por meio do EA Originals, que não tem qualquer conexão com a holding Take-Two.

Bem, a menos que você veja o compartilhamento das palavras Take e Two, que no jogo é no plural, 'It Take(s) Two', como uma conexão de fatores.

Os documentos parecem implicar que a propriedade intelectual (IP) de It Takes Two, que até poucos dias era 100% possuída pela Hazelight Studios, foi abandonada ou deixada para trás a um tempo atrás. Ela agora nomeia a desenvolvedora do jogo do ano como um réu, enquanto a Take-Two Interactive é o “oponente em potencial”. Ou a Take-Two detectou que a marca comercial está disponível ou está tentando ativamente retirá-la da Hazelight, usando de táticas agressivas para serem donos dessa IP, queira a Hazelight ou não.

O que a Take-Two está tentando ganhar com isso ainda não está claro. Tentar reivindicar a propriedade de palavras relacionadas aos seus próprios jogos e estúdios é uma coisa. Fazer o mesmo com algo com o qual você não tem absolutamente nenhuma conexão só porque seu título inclui palavras que também aparecem no nome de sua empresa é algo totalmente diferente.

A empresa já foi acusada de destruir estúdios de jogos menores e que potencialmente eram considerados ''riscos'' na sua lista negra, com o mais recente caso sendo a pequena Star Theory Games, de Kerbal Space Program 1 e 2, um estúdio que foi totalmente rechaçado pela Take-Two em 2020 por se recusaram-se a vender o estúdio para a dona da Rockstar. Como resultado, a holding fez o estúdio pedir falência, numa guerra judicial que durou 12 meses, e com isso, conseguiram possuir a IP de Kerbal, junto de um pequeno grupo de devs da Star Theory, que obviamente, estavam agora desempregados.


Visualizações: 41
Curta a página da Game Overx no Facebook.


Noticias relacionadas!
Ultimas noticias!
Noticias relacionadas!
Ultimas noticias!
Comentários (0)
Precisa estar logado para fazer comentários

| Esqueceu a senha?


Feito a mão, mais feito com
Game Overx 2020 © 2022