Analise do jogo Madden NFL 22




Madden NFL 22, o novo jogo da franquia de futebol americano chegou para PCPS4PS5Xbox One, Xbox Series X|S e Stadia no dia 20 de agosto com os grandes Tom Brady e Patrick Mahomes estampando a capa.

Apesar de ser gostar dos mais variados esportes, futebol americano é um daqueles que tive pouca proximidade. Talvez por ter uma certa dificuldade no acesso aqui no Brasil (por estar em um canal a cabo ou um serviço de assinatura nojento de caro) ou até mesmo pela complexidade das regras, mas todos os anos eu acabo testando o Madden por conta do EA Play.

Madden NFL 21 teve um lançamento um tanto quanto conturbado. O jogo recebeu críticas severas por parte dos fãs pela qualidade e excesso de bugs encontrados. E, apesar de não fugir muito do que já era esperado, a EA ao menos conseguiu resolver grande parte desses problemas.

Infelizmente, a publisher acabou esquecendo de também atrair um novo público para a franquia.

Antes de adentrar o campo do futebol americano (que às vezes também é usado para o futebol tradicional), vale notar que esta crítica foi feita com base na jogabilidade e experiência de um Xbox One, por isso não tenho como entrar em detalhes da nova geração.

Para aqueles que estão acostumados com os jogos da EA Sports, já sabemos sempre o que esperar: raramente esperamos mudanças bruscas e acabamos ficando felizes com as pequenas coisas.

No caso de Madden NFL 22, essas pequenas mudanças eram extremamente necessárias para evitar excesso de bugs e até tentar deixar os modos de jogo mais atrativos. É o caso do Face of the Franchise, o modo narrativo que virou modelo conhecido pela EA, tendo início com o Modo Jornada no FIFA e que vem sendo replicado em praticamente todos os games esportivos da desenvolvedora.

Com uma história básica e pouco envolvente, o modo acaba sendo só mais um. Principalmente se levarmos em conta que o Madden não é possível jogar em português, dificultando assim a compreensão da história e principalmente as dicas e pequenos toques que o jogo te dá sobre a jogabilidade se você não entende a língua inglesa.

Sim, é até possível justificar que, por não ter um público tão significativo fora dos Estados Unidos, a localização para português do Brasil (e mais línguas) seria uma despesa extra sem chance de retorno — mas acho que a EA consegue arcar com os custos.



Graficamente o jogo está extremamente bonito, mesmo levando em conta que não tive a oportunidade de testar na nova geração. E isso torna a imersão dentro de campo bem melhor, seja com as trombadas que às vezes você até treme ou então nas longas corridas para o Touchdown.

Para aqueles que estão acostumados com o futebol americano e com a franquia, Madden NFL 22 é de bom grado — especialmente ao levar em conta a versão anterior — mas para aqueles que querem entrar neste mundo, será necessário dedicação e muita vontade.

Como já citei, o jogo não é possível ser jogado em português, então para você entender as regras, as dicas para entender como agir melhor em certas situações ficam extremamente difíceis, sendo necessário recorrer a vídeos de criadores de conteúdo brasileiro para assim, facilitar a jogatina.

Existem outros modos de jogo para você passar o tempo e criar algumas experiências diferenciadas — e claro que se você, assim como eu, gosta de jogar competitivamente o modo Ultimate está lá te esperando para passar horas e horas da sua vida montando o time perfeito.

Como todo jogo esportivo, a grande novidade realmente é a atualização de elencos dos times, então caso você não seja um grande fã de futebol americano, talvez valha esperar o preço sair da casa dos R$ 300 ou até mesmo esperar pela inevitável chegada dele ao EA Play.




7.0

Nota Recebida.



Curta a página da Game Overx no Facebook.


Noticias relacionadas!
Ultimas noticias!
Noticias relacionadas!
Ultimas noticias!
Feito a mão, mais feito com s2
Game Overx 2020 © 2021